phone(41) 3352-3032  phone(41) 99969-0254 (TIM)

slideshow6

A classificação dos insetos e outras pragas que atacam grãos e outros produtos armazenados nem sempre é tarefa simples.

Entretanto, além dos técnicos das empresas especializadas do ramo, existem inúmeras instituições, como o ITAL, de Campinas, a ESALQ, de Piracicaba entre outras entidades, que possuem pesquisadores de reconhecido renome e que tem grande interesse em receber e classificar qualquer tipo de produto infestado.


Avalie este item
(0 votos)

Stegobium paniceum - Caruncho do Pão

Identificação

É um inseto que se assemelha bastante com o Lasioderma serricorne, diferenciando-se deste, por apresentar os élitros estriados e as antenas apenas com os três últimos segmentos serrilhados. O inseto adulto mede 2 a 3 mm de comprimento, com uma coloração castanho claro.

Multiplicação

A fêmea ovoposita cerca de 40 ovos. As larvas são esbranquiçadas, encurvadas, cobertas com pilosidades e não são muito ágeis. O ciclo biológico é de aproximadamente 40 dias, com temperatura de 30° C e 60 a 90% de U.R.. O inseto adulto vive cerca de 80 a 90 dias e não se alimenta dos produtos que ataca.

stegobiumpaniceum

Stegobium paniceum

Ataca produtos estocados por longos períodos

Embora não seja considerada praga primária de grãos sadios e secos, ataca freqüentemente pães, macarrão, biscoitos, rações peletizadas, frutas secas, farelos, rações, vegetais desidratados, condimentos secos, coco ralado e outros produtos estocados por longos períodos.

Avalie este item
(0 votos)

Prostephanus truncatus (Não existe no Brasil)

Identificação

O inseto adulto apresenta um corpo cilíndrico, de 3 a 4 mm de comprimento, de coloração marrom escura, quase preta. A cabeça está posicionada abaixo do protórax, não sendo visível para quem olha por cima. As antenas possuem dez segmentos cobertos de pêlos, com exceção dos três últimos, que são maiores. O último segmento é quase quadrado.

Sua aparência é idêntica ao Rhyzopertha dominica. Contudo, o seu protórax é menos arredondado e ligeiramente triangular, apresentando saliências dentadas na parte superior, mais acentuadas que as do Rhyzoperta dominica.
A principal característica do Prostephanus truncatus, que o distingue do Rhyzopertha dominica, é que a parte traseira, no final dos élitros, não é arredondada e sim, achatada e plana, parecendo ter sido cortada.
O Prostephanus truncatus é encontrado nas zonas tropicais da América Central, México, sul dos Estados Unidos e, desde 1970, na África.

prostephanustruncatus

Prostephanus truncatus

Multiplicação

Desenvolve-se bem à temperaturas entre 22 e 35° C e 59 a 80% de umidade relativa do ar. O seu ciclo biológico é de cerca de 27 dias, podendo, entretanto, estender-se até a 78 dias, quando a temperatura for inferior a 22° C e 50% a umidade relativa. São capazes de sobreviver em grãos de milho com 9% de umidade.

Os insetos adultos perfuram os grãos de milho e a mandioca seca, fazendo buracos arredondados, formando túneis e gerando uma grande quantidade de pó, o que denuncia a sua presença.

A fêmea ovoposita cerca de 50 ovos, que são colocados em câmaras perfuradas em ângulo reto com o túnel central. As larvas eclodem após 3 a 7 dias e são de cor pálida, com poucos pêlos, sendo os segmentos do tórax consideravelmente mais largos que os do abdome. Ao que consta, se alimentam do pó produzido pelos adultos. A pupa dá origem ao inseto adulto. Todos os estágios imaturos se desenvolvem dentro do grão e/ou fonte de alimento. Veja a imagem do inseto ampliada, clicando na lente:
É uma praga primária, com grande capacidade de destruição. Ocorre de forma violenta nos depósitos de milho em espigas e nas lavouras, onde pode sobreviver nas plantas secas de milho e mandioca. Testes de laboratório mostram que são capazes de se reproduzir com sucesso em madeira seca de árvores.

É um bom voador, que prefere infestar os grãos de milho na espiga, pois tem uma certa dificuldade para perfurar os grãos a granel. Também ataca a mandioca seca, o trigo mole e a própria madeira. Os danos são severos, podendo as perdas alcançar até 40% nos primeiros seis meses.

Avalie este item
(0 votos)

Araecerus fasciculatus - Caruncho das tulhas ou caruncho do café

Identificação

É um inseto de corpo robusto, muito ativo e de grande capacidade de vôo. Mede 3 a 4,5 mm de comprimento e seu corpo é de coloração castanha ou cinza, com abundantes manchas claras e escuras. As antenas tem os últimos três segmentos bem maiores que os demais. Olhos redondos, projetados para fora da cabeça.

Multiplicação

A fêmea produz de 100 a 150 ovos que são depositados um de cada vez, em orifícios abertos na casca pela fêmea ou em fendas e cavidades existentes nos grãos. As larvas, de coloração esbranquiçada, com pilosidades, não possuem patas. De acordo com as condições de umidade e temperatura, o ciclo biológico varia de 46 a 62 dias.

araecerusfasciculatus

Araecerus fasciculatus

Infesta o café ainda no campo

É uma praga primária do café, podendo, entretanto atacar milho mole, cacau, frutas secas, feijão e amendoim. Em virtude de sua grande capacidade de vôo, infesta o café ainda no campo, provocando, também grandes prejuízos no produto em coco ou despolpado, recolhido nas tulhas e armazéns.

Avalie este item
(0 votos)

Liposcelis sp - Piolhos dos livros, da poeira ou da palha

Identificação

Existem diversas espécies, muitas das quais ainda não descritas, Algumas das espécies mais comuns encontradas nos grãos armazenados em climas subtropicais e tropicais são o Liposcelis entomophilus (Enderlein) e Liposcelis bostrychopilus Bodonnel.

Os adultos são pequenos, medem de 0,5 a 0,8 mm de comprimento, não possuem asas, tem a cabeça grande, com antenas compridas e filiformes, tórax pequeno, principalmente o protórax, abdome largo, segmentado e mais comprido que o resto do corpo, que é semitransparente, de coloração clara-pálida ou amarelada, embora já tenham sido relatadas espécies de coloração escura.

Se alimentam de uma grande variedade de produtos de origem vegetal e animal. São encontrados em grãos, farinhas, produtos moídos, papel, paredes dos armazéns e moinhos e, principalmente em produtos com elevado conteúdo de umidade ou em processo de deterioração. Sua dieta pode ainda, incluir micélios de fungos, carcaças de insetos mortos e ovos de coleópteros e lepidópteros presentes nos produtos armazenados.

Multiplicação

As fêmeas depositam cerca de 100 ovos, que levam aproximadamente 21 dias para se transformarem em adultos, a uma temperatura de 27° C e 70% de U.R.. Sua metamorfose é incompleta. Ao que tudo indica, possuem uma reprodução partenogenética, o que explicaria em parte, a sua rápida multiplicação quando as condições são favoráveis.

liposcelissp

Liposcelis sp

Cobrem paredes dos armazéns

Aparentemente não são capazes de danificar grãos sadios e secos, embora possam ocasionar uma perda de 4 a 5%, no peso de arroz polido ou descascado.

Sua presença geralmente indica deficiências nas condições de armazenamento, danos causados por outros insetos, excesso de umidade, desenvolvimento de fungos e/ou elevado conteúdo de impurezas. Quando sua população aumenta consideravelmente, podem cobrir as paredes dos armazéns, silos, depósitos, etc., sendo que os produtos estocados adquirem um odor desagradável.

O ciclo

O ciclo biológico está influenciado não só pela temperatura e umidade, como, também, pelo tipo de alimento disponível. Curiosamente, podem sobreviver sem alimentação cerca de 26 a 51 dias.

logobc Tel:(41) 3352–3032 e Cel: (41) 99969-0254 (TIM)